Sarna em cachorro: Saiba o que causa e como tratar!

A sarna em cachorro é uma doença de pele mais comumente encontrada em cães que são abandonados, negligenciados ou abusados. Neste artigo, você saberá o que causa esta doença e como tratá-la!

Esses cães ficam sem pelos, com a pele coberta de feridas ou com manchas espessas, duras. Esses cães são frequentemente descritos como tendo a pele que parece ter se transformado em pedra.

É uma condição horrível e dolorosa, porém até mesmo em casos graves podem ser tratados com eficácia.

cachorro se coçando
Foto: petmd.com

Tipos de sarna em cachorro

A sarna refere-se a doenças de pele que são causadas por ácaros. O termo é derivado da palavra francesa “mangeue”, que se traduz como “comer ou coçar”. A sarna, causada por diferentes tipos de ácaros, afeta muitos tipos de animais, incluindo humanos.

Em cães, existem duas formas principais de sarna, cada uma causada por ácaros diferentes:

  • Sarna sarcóptica 
  • Sarna dermodécica (também conhecida como sarna vermelha)

Sarna sarcóptica

Também conhecida como escabiose canina, esta doença é originada por um ácaro que possui uma circular de oito patas chamado Sarcoptes Scabiei. Esta forma de sarna é altamente contagiosa. O parasita pode ser transmitido de cão para cão e pode passar de cães para humanos, embora não se desenvolva em hospedeiros não caninos. Os ácaros fêmeas se enterram na pele para colocar seus ovos. Os ovos eclodem em cerca de três semanas e os filhotes se alimentam da pele do hospedeiro.

Sintomas de sarna sarcóptica

Os sintomas geralmente aparecem cerca de 10 dias a 8 semanas após o contato com um cão portador de sarna. Normalmente, os primeiros sinais da infecção serão nas orelhas, tórax, cotovelos, jarretes e barriga. Sem tratamento, eles podem se espalhar rapidamente. Os sintomas mais comuns de sarna sarcóptica incluem:

  • Coceira extrema
  • Vermelhidão e erupção na pele
  • Crostas amarelas espessas
  • Perda de cabelo
  • Infecções por bactérias e leveduras
  • Engrossamento da pele (casos avançados)
  • Inflamação do linfonodo (casos avançados)
  • Emagrecimento (casos extremos)

Sarna Demodécica

A sarna demodécica, ou demodex, é causada por um ácaro em forma de charuto, o Demodex Canis. A diferença da sarna sarcóptica é que essa é uma parte normal da flora cutânea, sempre presente e geralmente inofensiva. Eles são passados para os filhotes de suas mães nos primeiros dias após o nascimento, mas não é contagioso para os humanos. Os ácaros fixam nas profundezas dos folículos capilares e permanecem lá, sem causar problemas. Um sistema imunológico normal mantém seus números sob controle. Mas em um cão com sistema imunológico enfraquecido, eles podem crescer descontroladamente. Os cães com risco de sarna demodécica incluem:

  • Filhotes que herdam uma fraqueza em seus sistemas imunológicos são propensos a uma forma particularmente séria de demodex, conhecida como início juvenil.
  • Cães jovens saudáveis podem desenvolver algumas manchas de demodex, que às vezes desaparecem por conta própria ou com tratamento tópico localizado.
  • Cães idosos, doentes, negligenciados ou vadios com sistema imunológico enfraquecido freqüentemente desenvolvem demodex. Por exemplo, câncer ou diabetes podem prejudicar a função imunológica e levar a essa forma de sarna.

Sintomas de sarna demodécica

  • Em casos localizados, aparece manchas de perda de cabelo e pele vermelha escamosa.
  • Em casos generalizados, todo o corpo pode estar coberto de vermelhidão, infecções, descamação, inchaço e crostas. Frequentemente, o cão perde quase todo o cabelo, senão todo.

Tratamento de sarna em cachorro

cachorro tomando banho
Foto: dogsrealty.com

Tanto a sarna quanto o demodex exigirão tratamentos para curar a pele e controlar os ácaros. Algumas pessoas ficam tentadas a tratar a doença sem orientação especializada, mas é prudente consultar um veterinário porque mesmo um caso leve pode crescer rapidamente. Os tratamentos para ambas as formas de sarna incluem várias estratégias:

  • Corte de cabelo
  • Banho para limpar e curar a pele: os banhos semanais com xampus medicinais ajudam a curar e suavizar a pele.
  • Erradicação e controle de ácaros: aplicações tópicas de compostos para matar os ácaros, como selamectina e formulações de imidaclopride-moxidectina, por um período de várias semanas, mostraram-se eficazes. Tratamentos orais também são usados às vezes.
  • Erradicação e controle de ácaros: aplicações tópicas de compostos para matar os ácaros, como selamectina e formulações de imidaclopride-moxidectina, por um período de várias semanas, mostraram-se eficazes. Tratamentos orais também são usados às vezes.

Seu cachorro faz xixi e cocô em qualquer lugar?

Clique aqui e saiba como acabar com este problema!

CãesSaúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gestor Animal © 2022 - Todos os direitos reservados